quinta-feira, 1 de novembro de 2018

Coven


Boa Noite meus Morceguinhos

Antes de ler este post prepare seus longos vestidos e  suas poções magicas ....


Coven é uma banda de rock composta pela vocalista Jinx Dawson, o baixista Oz Osborne (não confundir com o Ozzy do Black Sabbath), Chris Neilsen na guitarra e bateria com Steve Ross. Gravou o hit One Tin Soldier”, que foi composta por Dennis Lambert e Brian Potter para ser usada como tema do filme Billy Jack, de 1971.Jinx cantou a música ao lado da orquestra da Warner Bross para o filme, mas diz que foi o Coven que gravou e não ela como uma artista solo.

Jinx é natural de Indianapolis, Indiana, e começou a estudar ópera e ocultismo no começo dos anos 60. Ela, Ross e Osboune formaram o Coven em Chicago, em meados da mesma década. No final do ano de 1967 o Coven saía em turnê pelos EUA com bandas como o The Yardbirds, Alice Cooper e muitas outras bandas de porte menor. Nessa época, Jinx introduz a cultura pop da época o famigerado “sign of the horn” ( fazer chifrinhos com a mão) ,um simbolo que  ganharia poder maior nas mãos do vocalista Ronnie James " Deus " Dio  .No ano de 1969, eles fecham com a gravadora Mercury Records e gravam o primeiro disco, o mais famoso e misterioso “Witchcraft Destroys Minds and Reaps Souls”.






A música do Coven no disco, passava por um Gothic, mesclando um rock progressivo com muitas pegadas e influências psicodélicas, as letras falavam cobre coisas subjetivas da matéria diabólica, influência dos estudos sobre ocultismo de Jinx. A capa do disco trazia cruzes invertidas, caveiras e coisas do tipo, totalmente a frente da sua época, o Coven foi a primeira banda de rock a usar tão claramente os temas de ocultismo em todo contexto, sendo pioneira do gênero.
O disco seguinte é o homônimo Coven, deixando um pouco a linha musical do primeiro disco, o segundo play tem uma sonoridade mais comercial e pop para a época, 1972.O disco contém a faixa “One tin Soldier”, que foi gravada como tema a Billy Jack. O terceiro disco, de 1974, chamado “Blood on the Snow” mantem um pouco da temática, porém a sonoridade caiu ainda mais para o pop, dando mais espaços para as baladinhas, porém, é um ótimo trabalho, faixas como “Lady O” e “Blue Blue Ships” foram muito bem aceitas, sem contar com a faixa título, que ganhou um clip e que foi rodado na MTV em 1981.

Depois de um período longo longe de estúdios(2007), Jinx anunciou em seu myspace que colocaria datas de uma possível “turnê”. No ano seguinte,2008, o Coven lança então seu quarto disco, “Metal Goth Queen~Out of the Vault”, com 13 faixas, entre músicas inéditas e novas versões. Uma curiosidade é que o disco novo conta com participações especiais de membros de bandas como Steppenwolf, Jethro Tull e Deep Purple. 





O Coven surgiu em minha vida em uma noite de tempestade , enquanto estava  pesquisando sobre livros de Ocultismo me deparei com uma citação sobre a banda Witchcraft Coven ,depois de tanto buscar consegui um exemplar original de época contendo além do vinil uma especie de livro com imagens de um Ritual envolvendo a banda , uma arte de capa incrível.  

A capa do vinil já mostra que a banda não tinha nada de Hippie e aquelas coisas de " Paz e Amor " ,muito pelo contrario , a temática é sobre histórias satânicas e rituais ,nada a ver com o padrão dos anos 60. O disco fecha com  " Satanic Mass" , que lembra ritos da Missa Negra , quando eu comecei a ouvir senti sentimentos misturados , é impactante pois essa gravação ocorreu ainda na década de 60 , então tente-se imaginar na pele da vocalista em uma época em que o ocultismo estava começando a ficar mais em vogue e não restrito a seitas ..... É de arrepiar não !?


 Coven serviu de base para outras bandas que tiveram influencia ocultista como o Black Sabbath . 


Tenha Bons Sonhos Meus Morceguinhos .....

Nenhum comentário:

Postar um comentário